Traduções de Nomes de Filmes da Pixar

Bora lá ver o Bora lá!?

O novo filme animado da Pixar estreado em Março tem um dos nomes mais genéricos e pouco imaginativos que já foram usados num filme. Alguém tem vontade de ir ao cinema ver algo com um nome daqueles, que nos traz o linguajar da moda mas não diz nada? Dizer que não interessa o nome porque é para miúdos não é desculpa porque definitivamente são para toda a gente.

E não é a primeira vez que isto acontece, o mesmo sucedeu com aquele outro filme… aquele que era… Altamente!

Existem traduções nacionais de títulos de filmes da Pixar que me ficam encravados na garganta como escolhas infelizes pois são, aparentemente, tão básicos que não despertam qualquer interesse em ver o filme em si. Mas, apesar de tudo, temos que lhes reconhecer algum mérito:

“Altamente” faz a associação algo forçada de alturas proveniente do título original “Up ” mas “Divertidamente” até é um trocadilho bem pensado já que o filme se passa na mente de uma miúda (e é incrível, 5/5, um dos melhores filmes de animação que já vi!).

Já o “Bora lá” é uma tradução quase directa do original “Onward” (já por si não muito inspirado). Modernizar um “Avante!” para um “Bora lá!”, acaba por fazer sentido depois de ver a narrativa já que é uma chamada para a aventura  que poderia sair perfeitamente da boca de Barley, irmão do protagonista do filme.

Com títulos à primeira vista tão desinspirados a vontade do espectador em ver os filmes não decrescerá? A minha pessoalmente sim, mas com os 3 filmes mencionados acima tive excelentes experiências. O mais recente parecia-me especialmente pouco apelativo quer pelo seu título quer pela sua sinopse mas, no fim de contas isso foi bom! A expectativa era mínima e fui surpreendido por uma das aventuras mais frenéticas deste estúdio de animação, com uma conclusão diferente e interessante capaz de provocar um tremendo nó na garganta (4/5).

Claro que existem muitos outros filmes que nem sequer têm qualquer tradução ou apenas a têm no subtítulo, o que na minha opinião são melhores opções. Fora isso devo fazer um “à parte” e aplaudir as dobragens da animação em português que são quase sempre de excelência. Até as prefiro a algumas originais, Finding Nemo com a Rita Blanco é um belo exemplo!

Enfim, esperemos pelos potenciais filmes animados da próxima década:

Tás a Ver? (um filme sobre olhos de vidro que têm os seus próprios pontos de vista sobre o Mundo) – Natal de 2022

Que cena Pá! (o romance épico duma pá de praia para escavar o seu tesouro) – Verão de 2023

Naturalmente (o primeiro filme animado para crianças sobre Naturistas) – Primavera de 2024

– Realmente (o primeiro filme em imagem real da Pixar) – Inverno de 2025

3/5 frames de animação – Não julgues um livro pela sua capa… nem filmes pela tradução portuguesa do seu título!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s