Verão 2020

No ano mais atípico das nossas vidas e depois de mais tempo do que é costumo fechados em casa, parece que toda gente sentiu um renovado apreço pelo ar livre, por sair e aproveitar a natureza e a vida. É compreensível e positivo, em parte, mas comporta obviamente os seus riscos.

Pelo que vejo parece-me que estas férias de Verão vieram trazer uma lufada de ar fresco (espero que só isso mesmo) a locais não tão populares, um turismo mais rural, mais familiar e com maior isolamento. Casas rurais com piscina foram certamente  um negócio com ocupação total garantida neste Verão. Viagens ao Douro, Gerês, Alentejo e outros, mostram que Portugal tem realmente muita variedade e oferta para além do Algarve.

Dito isto, pela primeira vez em quase 30 anos, fui ao Algarve! Fui logo no fim de Junho por isso estava tudo ainda extremamente calmo. Deu para ir à praia com a sensação de ter espaço mais que suficiente para evitar os perdigotos infetados de qualquer desconhecido e notei cuidados nos restaurantes relativamente às normas de higiene e segurança (em uns mais do que noutros).

Fiquei com a família num empreendimento pequeno, com apenas uns 5 ou 6 quartos e piscina comunitária. O conceito do local era todo meio vegan-hippie, o que transmitia uma calma e tranquilidade particulares. Por outro lado, sentia-se que essa tranquilidade toda trazia um relaxamento algo perigoso por parte do staff visto que nem todos se preocupavam em demasia com o uso de máscara (notava-se que para eles já era um esforço pôr roupa no corpo, quanto mais máscara na cara).

Nós fizemos por cumprir as regras e usar a máscara nos espaços interiores comuns mas há que ser sincero e notar que se torna incómodo estar sempre numa “dança de põe e tira a máscara” para andar uns metros dum lado para o outro.

É normal que se possa facilitar às vezes, também acho que não é preciso cair em exageros e estar de máscara se não anda ninguém por perto…mas quanto mais se relaxa maior o risco também.

O resto das férias estive com a família em  locais que são nossos, isolados na aldeia e, sinceramente, para quem tem essa hipótese, acho que é o melhor que se pode fazer. Estar à vontade, não socializar e ficar de papo para o ar a tocar guitarra. Sinceramente, apesar de tudo, até foram muito boas estas férias de Verão 2020. 5/5

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s