Mesmo quando já tenho barbas…

Um dos trabalhos mais difíceis do mundo certamente é ser mãe.

Antes mesmo da criança nascer já a mãe tem que ter todos os cuidados para que o feto se desenvolva em segurança dentro da sua barriga. Bebidas alcoólicas e sushi? Deixa lá isso durante 9 meses para ver se a criança sai com tudo no lugar!

Durante esse tempo começa também a ligação mãe-filho, uma ligação muito especial visto que a mãe é a primeira morada oficial do seu filho e, por mais fofo que seja ter uma pequena criatura a dar pontapés dentro da barriga, certamente que a casa não ficará inteiramente arrumada ao fim dos 9 meses de estadia.

Acredito que o momento do parto seja bastante difícil e, em alguns casos, até algo traumático mas as mães são verdadeiras heroínas a fazer passar um ser vivo inteiro por um espacinho estreito demais para o efeito (e mesmo com epidurais e cesarianas, a tarefa com certeza não será pera doce).

Depois durante um período mais ou menos extenso, as mães são não só cuidadoras como também a principal fonte de alimento e coitadas delas, com os seus pequenos devoradores de leite, sempre a mamar e a sugar a pobre maminha.

E isto é só o início! A partir daí é um emprego extra a tempo inteiro, extremamente exigente e absorvente a juntar aos outros afazeres que muitas vezes já têm.

A minha mãe

Eu fui o último dos 4 filhos da minha mãe e admiro e agradeço a pachorra e coragem que ela teve para ter o quarto e derradeiro rebento desta plantação (ainda que já tenha vindo meio por acidente, ainda bem que tive a oportunidade de crescer e penso que não me tornei nenhuma erva daninha!).

Senti-me sempre totalmente acompanhado e em segurança (com excepção apenas daquela vez que a minha mãe levou uma vela acesa para verificar se a botija de gás estava em condições). A pessoa sempre presente na minha vida, proporcionou-me uma infância totalmente tranquila e feliz na qual não mudaria nada. Lembro-me de momentos muito ternos como o “abracinho para dar força” que tanto a minha mãe me dava a mim como eu a ela, quando precisávamos de recarregar as energias emocionais. É a pessoa com quem partilho as minhas preocupações e vitórias (mesmo que às vezes seja um pouco reservado). Fui sempre um menino da mamã e, mesmo sendo o quarto do rebanho, nunca senti falta de paciência da sua parte para me ajudar e educar.

Até chegar a adulto (e muitas vezes ainda mesmo em adulto) senti que sou sempre um pouco o seu bebé, mesmo que seja um homem barbudo de 30 e tal anos. Tenho muito que agradecer pelo excelente trabalho que fez, merecedora de 5/5 nesta escala de avaliação! Obrigado Mãe!

A mãe dos meus filhos

Menção especial também para a mãe dos meus filhos que, apesar de ter uma experiência mais curta, mostrou, desde o primeiro momento, enorme destreza, carinho e empenho em tudo o que é esperado de uma mãe e atenção que o que é esperado não é pouco! A minha preocupação por isso é que, como pai, a esteja a ajudar e a colaborar com igualdade em todas estas tarefas, até porque ninguém chega a mãe sozinha!

Mesmo assim admiro-lhe a pachorra, que vai bem acima da minha (e olha que eu sou bem pachorrento… mas noutro sentido). Chega do trabalho cansada mas ainda disponível para estudar e brincar com os pequenos. Diz-se que muitas vezes se escolhe a mãe dos filhos parecida com a nossa própria mãe e apesar de neste caso os estilos entre as duas serem consideravelmente diferentes, a mãe dos meus filhos merece também, sem margem para dúvida, uma avaliação de 5/5.

Restantes mães, desde que os vossos filhos achem que vocês são as melhores mães dos seus mundos, é sinal que algo de bom estão a fazer!

Um comentário em “Mesmo quando já tenho barbas…

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s